Panda-gigante

Panda-gigante

Vamos aprender sobre as espécies de ursos que se tornaram o símbolo da conservação de espécies.

Biologia

Palavras-chave

panda, WWF, bambu, China, ursinho, Sul da China, conservação da natureza, herbívoro, mamífero, terreste, cub, dedo, vertebrado, dano ambiental, poluição ambiental, subtrópico, animal, biologia

Extras relacionados

Cenas

Panda-gigante

O panda-gigante é uma espécie vulnerável de ursos que vive nas florestas subtropicais da China.

No passado, a sua área geográfica cobria o Centro e o Sul da China, mas hoje em dia apenas populações pequenas e isoladas podem ser encontradas. Os pandas também habitavam regiões mais baixas, mas devido à desflorestação, entre outros fatores, hoje o seu habitat está limitado às regiões altas.
Os pandas-gigantes passam a maioria do seu tempo no solo, mas também são capazes de subir a árvores ou nadar. Têm a capacidade de se erguerem nas suas pernas traseiras, mas isto é muito cansativo para eles. Aproveitam todas as oportunidades para repousar.
A dieta dos pandas-gigantes consiste em 98% de folhas, caules e galhos de bambu. Eles comem geralmente enquanto estão sentados e por isso conseguem agarrar a sua comida com as suas patas dianteiras.
Os pandas são ativos ao entardecer e à noite, e durante o dia costumam dormir nos buracos ocos das árvores, em cavernas ou em covas. Nas florestas de bambu, fazem caminhos para ligarem a sua área de alimentação ao seu sítio de repouso. Eles passam desde 10 até 12 horas sentados (e alimentando-se). Os pandas-gigantes fazem sons semelhantes aos das ovelhas. Comparando-os aos outros ursos, os pandas-gigantes não hibernam durante a estação fria, e em vez disso eles migram para regiões baixas com temperaturas mais altas. A sua esperança de vida é de cerca de 25 anos.

Tamanho

  • comprimento do corpo (incluindo cauda): 150–190 cm
  • massa corporal de um adulto: 70–125 kg

Anatomia

  • cabeça grande
  • orelhas pretas
  • cauda curta
  • patas grandes
  • pernas dianteiras pretas
  • pernas traseiras pretas

O panda-gigante tem características físicas parecidas com as dos outros ursos. A única diferença está na sua pele com padrões pretos e brancos.
A sua cabeça parece maior do que a dos outros ursos. Isto deve-se principalmente ao facto de terem músculos maxilares, e por conseguinte, os ossos nos quais estes encaixam, mais largos. É por esta razão que os seus crânios são arredondados.

Órgãos internos

  • pulmões
  • coração
  • fígado
  • diafragma
  • estômago
  • intestino delgado
  • intestino grosso
  • rins
  • vesícula biliar
  • medula espinhal
  • cérebro

Esqueleto

  • dentes - O pandas têm 42 dentes no total. Os seus pré-molares e molares são mais largos e maiores do que os das outras espécies de ursos.
  • sexto dedo - Estes não são verdadeiramente dedos, mas ossos parecidos ao polegar humano que são usados para agarrar a comida.
  • crânio grande - Proporcionalmente é maior do que o das outras espécies de ursos e oferece uma superfície mais larga para os músculos maxilares.

Desenvolvimento

  • animal adulto
  • cria
  • cria com algumas semanas

Narração

O panda-gigante é uma espécie vulnerável de ursos que vive nas florestas subtropicais da China.

No passado, a sua área geográfica cobria o Centro e o Sul da China, mas hoje em dia apenas populações pequenas e isoladas podem ser encontradas. Os pandas também habitavam regiões mais baixas, mas devido à desflorestação, entre outros fatores, hoje o seu habitat está limitado às regiões altas.
Os pandas-gigantes passam a maioria do seu tempo no solo, mas também são capazes de subir a árvores ou nadar. Têm a capacidade de se erguerem nas suas pernas traseiras, mas isto é muito cansativo para eles. Aproveitam todas as oportunidades para repousar.
A dieta dos pandas-gigantes consiste em 98% de folhas, caules e galhos de bambu. Eles comem geralmente enquanto estão sentados e por isso conseguem agarrar a sua comida com as suas patas dianteiras.
Os pandas são ativos ao entardecer e à noite, e durante o dia costumam dormir nos buracos ocos das árvores, em cavernas ou em covas. Nas florestas de bambu, fazem caminhos para ligarem a sua área de alimentação ao seu sítio de repouso. Eles passam desde 10 até 12 horas sentados (e alimentando-se). Os pandas-gigantes fazem sons semelhantes aos das ovelhas. Comparando-os aos outros ursos, os pandas-gigantes não hibernam durante a estação fria, e em vez disso eles migram para regiões baixas com temperaturas mais altas. A sua esperança de vida é de cerca de 25 anos.

O panda-gigante tem características físicas parecidas com as dos outros ursos. A única diferença está na sua pele com padrões pretos e brancos.
A sua cabeça parece maior do que a dos outros ursos. Isto deve-se principalmente ao facto de terem músculos maxilares, e por conseguinte, os ossos nos quais estes encaixam, mais largos. É por esta razão que os seus crânios são arredondados.

Extras relacionados

Mapa de relevo da China

Esta animação apresenta o relevo e a hidrografia da China.

Mapa administrativo da China

Esta animação mostra as maiores unidades administrativas da China.

Muralha da China

Uma série de fortificações construídas para impedir invasões de grupos nómadas do norte.

Pagode de Liuhe (Hangzhou, século XII)

O pagode budista das seis harmonias está localizado na China, ao pé do rio Qiantang.

Bisonte americano

O bisonte americano é o maior animal terrestre da América do Norte.

Dodó

O dodó é uma espécie de ave extinta, originária da ilha Maurícia.

Elefante africano

O maior mamífero terrestre.

Ornitorrinco

Mamífero com características típicas dos répteis: põe ovos e possui uma cloaca.

Tigre dentes-de-sabre

Espécie de felino de grandes proporções, já extinto, cujo nome deriva da forma dos seus dentes caninos.

Added to your cart.