Boeing 747 (1969)

Boeing 747 (1969)

O Jumbo Jet é um dos aviões mais conhecidos do mundo.

Tecnologia

Palavras-chave

Boeing, avião, passageiro, aviação, motor a jato, motor, leme de profundidade, leme, flap, transporte, técnica

Extras relacionados

Cenas

Boeing 747

Jumbo Jet

O Boeing 747 foi o primeiro avião comercial de fuselagem larga.

O avião, desenvolvido pela Boeing Comercial Airplanes, é um dos aviões mais conhecidos do mundo.

Foram produzidas vários modelos do Jumbo Jet; está disponível em versões para passageiros, carga, e outros (incluindo militares). O seu voo inaugural realizou-se em fevereiro de 1969, tendo entrado em serviço em 1970 ao serviço da Pan American e da TWA. Em março de 2013 tinham já sido colocadas em serviço mais de 1500 unidades.

Tem um excelente rácio entre sustentação e arrasto e é extremamente seguro. Até hoje, ocorreram apenas 49 acidentes com perda da fuselagem.

Atualmente, os aviões Boeing 747 são usados pelas companhias aéreas Singapore Airlines, Japan Airlines e pela British Airways. A versão mais usada é a 747-400, e a sua história de sucesso é continuada pelo seu último modelo, o 747-8, introduzido em 2010.

Vista superior

Características

O Boeing 747-400 é o modelo de maior sucesso da família dos aviões Boeing 747. É o modelo mais antigo e o mais vendido ainda em produção. Bateu vários recordes (p. ex. capacidade de passageiros) até 2007, ano de introdução do Airbus 380.

O modelo possui vários melhoramentos: asas redesenhadas e maiores, novos motores, cabine e tanque de combustível (na parte traseira da fuselagem). É também mais fácil de controlar (o número de interruptores no cockpit foi reduzido de 971 para 305, e o número de tripulantes no cockpit foi reduzido de três para dois).

O comprimento do modelo 400ER é de aproximadamente 71 m, com uma envergadura de 65 m e uma altura de 20 m. A área de superfície das asas é de 541 m² e o peso vazio é de cerca de 181 toneladas. O seu alcance máximo é de 14 200 km.

O 747-400 é o modelo mais conhecido, e a versão mais recente, a 747-8, foi introduzida em 2010.

Motor

Motor a reação

O principio básico dos motores a reação é a produção de um impulso gerado por um fluxo de ar a alta velocidade. O ar entra nos compressores rotativos através das entradas de ar. As pás do compressor comprimem o ar, aumentando a sua velocidade. Este ar comprimido assegura a combustão contínua do combustível injetado. A combustão aumenta a pressão e a temperatura da mistura de ar e produtos de combustão.

A mistura de ar flui através do bico, um tubo com um diâmetro progressivamente mais pequeno, resultando numa velocidade de fluxo cada vez maior. Depois, a mistura de gases é expelida pela abertura do bico e, de acordo com a 3ª Lei de Newton (a lei da ação-reação), é gerado um impulso.

Os primeiros motores de reação surgiram nos anos 1940, mas o desenvolvimento do Boeing 747, do TU-144 e do Concorde nos anos 1960 significaram um verdadeiro avanço desta tecnologia.

A enorme massa do Boeing 747-400ER é impulsionada por 4 motores de reação CF6-80, produzidos pela General Electric, cada um gerando 274 kN de impulso. A velocidade máxima do avião (998 km/h) é apenas um pouco inferior à velocidade do som.

Estrutura

  • motor a reação
  • aileron
  • flap
  • asa
  • fuselagem
  • leme de profundidade
  • estabilizador vertical
  • leme de direção

Extras relacionados

Como funciona o turbojato?

Esta animação mostra como funciona o motor de um turbojato.

Aeroporto

Aeroportos fornecem infraestrutura e serviços necessários para a aviação.

Airbus A380 (2005)

Este avião tem dois andares e capacidade para transportar mais de 500 passageiros.

A história da aviação

A animação resume o desenvolvimento da aviação desde o início até hoje.

Bombardier CRJ-200 (1991)

Este pequeno avião de passageiros foi concebido para ser rápido, cómodo e económico.

Chengdu J-20 Poderoso Dragão (China, 2017)

O Chengdu J-20, também conhecido como o Poderoso Dragão, é um caça furtivo chinês de quinta geração.

Concorde (1969)

O primeiro avião de passageiros supersónico entrou em serviço em 1976.

De Havilland DH-106 Comet 1 (1949)

O avião fabricado pela empresa britânica de Havilland foi o primeiro avião de passageiros a jato produzido em série.

Vestuário na Europa Ocidental (Anos 60)

O vestuário reflete o estilo de vida e a cultura dos habitantes de uma determinada região e época.

B-17 Fortaleza Voadora (EUA, 1938)

A "Fortaleza Voadora" foi desenvolvida pela Boeing para a Força Aérea do Exército dos Estados Unidos.

F-16 Fighting Falcon (EUA, 1978)

O Fighting Falcon é o avião de maior sucesso na categoria de caças polivalentes.

Hidroavião Junkers G 24

Um hidroavião (por vezes chamado de hidroplano) é um avião capaz de descolar não só de uma pista terrestre como também de uma superfície de água.

Junkers JU-52 (1932)

A aeronave de transporte mais popular da Europa produzida antes da Segunda Guerra Mundial.

MIG-31 (União Soviética, 1982)

O caça bimotor soviético fez o seu primeiro voo em 1982.

U-2 Dragon Lady (EUA, 1957)

Este avião militar de reconhecimento tem sido usado pela CIA desde a Guerra Fria.

Dirigível zepelim, LZ 129 Hindenburg

Um zepelim é um tipo de dirigível de armação rígida.

Dirigível zepelim, LZ 17 Sachsen (1913)

Um zepelim é um tipo de dirigível de armação rígida.

Planador de Otto Lilienthal

O engenheiro alemão Otto Lilienthal foi a primeira pessoa a realizar voos bem sucedidos com um planador concebido por si próprio.

Wright Flyer I (1903)

Concebido e construído pelos irmãos Wright, o Wright Flyer foi o primeiro avião a motor mais pesado que o ar a voar com sucesso.

Added to your cart.