As flores das angiospermas

As flores das angiospermas

A animação mostra os diferentes tipos de flores de plantas angiospermas.

Biologia

Palavras-chave

flor, inflorescência, monocotiledónea, dicotiledónea, campainha de inverno, ameixa, noz, rosa de gueldres, planta de milho, carpelo, estame, sépala, pétala, tépala, receptáculo, angiospérmica, gineceu, pólen, polinização, planta, biologia

Extras relacionados

Cenas

Flor completa

  • dicotiledónea
  • monocotiledónea

O órgão reprodutivo das plantas angiospermas é a flor que contém o eixo floral e as folhas modificadas. Se uma flor possui todos os órgãos florais, é considerada completa.

O eixo floral é constituído pelo pedúnculo e pelo receptáculo. O pedúnculo é a haste que liga a flor à planta, enquanto o receptáculo é a extremidade mais grossa do pedúnculo. As folhas modificadas contêm ambas as partes florais reprodutivas e não reprodutivas que estão ligadas ao receptáculo.

As flores das monocotiledóneas e dicotiledóneas podem ser diferenciadas segundo as suas partes florais não reprodutivas, que funcionam como proteção e atraem agentes polinizadores. As partes florais não reprodutivas das dicotiledóneas são as sépalas e as pétalas. As sépalas de uma flor constituem o cálice, enquanto as pétalas formam a corola. Ao contrário das dicotiledóneas, a flor das monocotiledóneas é composta por apenas um tipo de partes florais não reprodutivas, ou seja, tépalas. As tépalas de uma flor formam o perianto.

O estame e o gineceu são as partes florais reprodutivas, a primeira é a masculina e a segunda a feminina. O gineceu é constituído pelo estigma, o estilete e o ovário.

O estigma é geralmente encontrado na extremidade do estilete e é responsável pela polinização. Frequentemente, é pegajoso, para poder capturar o pólen. Quando um grão de pólen se fixa no estigma, cria-se um tubo polínico que cresce no estilete até que chega ao ovário. Os espermatozóides atravessam depois o tubo polínico até ao ovário onde fecundam as células lá encontradas.

Flor incompleta

  • flor unisexual
  • flor estéril
  • flor apétala

As folhas modificadas das flores podem não existir parcialmente ou completamente. Estas flores chamam-se incompletas.

As flores às quais as partes reprodutivas masculinas ou femininas faltam chamam-se flores unissexuais. As flores estaminadas (ou seja, flores masculinas) não têm gineceus, enquanto as flores pistiladas (ou seja, flores femininas) não têm estames.

As plantas que contêm flores unissexuais são monoicas, se as flores estaminadas e pistiladas existirem na mesma planta. Essas plantas, por exemplo, são o castanheiro, a aveleira ou o milho. Se as flores estaminadas e pistiladas forem separadas em diferentes indivíduos, a planta é dioica, como são por exemplo os salgueiros.

As flores às quais ambas as partes reprodutivas (masculinas e femininas) faltam são chamadas flores estéreis. A inflorescência da rosa de gueldres é formada por flores estéreis.

Se as partes florais não reprodutivas não existirem, a flor chama-se flor apétala. A flor feminina da nogueira é um exemplo da flor apétala.

Extras relacionados

Flor

As animações apresentam a estrutura de uma flor típica.

Comparação entre monocotiledóneas e dicotiledóneas

Os dois grupos de angiospermas são as monocotiledóneas e as dicotiledóneas.

Milho

Uma das mais importantes culturas monocotiledóneas.

Plantas bulbosas de primavera

Esta animação mostra a anatomia de tulipas, narcisos e campainhas de inverno.

Anatomia das folhas

Esta animação mostra os principais tipos de folhas e as diferenças entre folhas monocotiledóneas e dicotiledóneas.

Cereais

Os cereais são espécies cultivadas para aproveitamento dos seus grãos comestíveis.

Ciclo de vida das plantas

O desenvolvimento de musgos, fetos, gimnospérmicas e angiospérmicas é caracterizado pela alternância de gerações.

Comparação entre frutos verdadeiros e pseudofrutos

O pericarpo dos frutos verdadeiros desenvolve-se a partir do carpelo, enquanto o pericarpo dos pseudofrutos se-desenvolve a partir de outras partes das flores.

Macieira

A maçã é uma das frutas mais consumidas no mundo.

Órgãos vegetativos das plantas

Estes órgãos são vitais para a sobrevivência e desenvolvimento das plantas.

Plantas solanáceas comestíveis

Muitas das mais importantes plantas consumidas por nós pertencem à família das solanáceas.

Pólen

O pólen serve para fertilizar o óvulo das plantas. Os grãos de pólen têm diversas formas e tamanhos, característicos das espécies em questão.

Carvalho

Esta animação mostra de que modo as árvores mudam ao longo das estações, baseando-se no exemplo do carvalho.

Castanha-da-índia

Esta animação mostra de que forma os castanheiros-da-índia mudam ao longo das estações.

Sementes e germinação

As dicotiledóneas têm duas folhas embrionárias (cotilédones), enquanto as monocotiledóneas só têm uma.

Added to your cart.