Abadia de Melk (Áustria)

Abadia de Melk (Áustria)

Com 900 anos, a abadia beneditina está localizada em Melk, na margem direita do Danúbio.

Artes visuais

Palavras-chave

Melk, Wachau, mosteiro, igreja, construção, arquitetura, Lambach, Rudolfo IV, monge, Áustria, Ordem de São Bento, Património Mundial, Leopoldo II, Danúbio, salão de mármore, Concílio de Constança, biblioteca

Extras relacionados

Cenas

Abadia de Melk

  • Danúbio - É o segundo mais longo rio da Europa (2.850 km). Tem origem na floresta Negra, na Alemanha, e desagua no Mar Negro (nos territórios da Roménia e Ucrânia). A secção austríaca (a margem direita) tem 351 km de comprimento.
  • biblioteca - Possui cerca de 100.000 livros e 1.888 manuscritos, alguns dos quais datam do século IX.
  • edifício da igreja - É um dos edifícios barrocos mais bonitos da Áustria. Os seus santos padroeiros são São Paulo e São Pedro.
  • aposentos dos monges - Os monges beneditinos da abadia de Lambach mudaram-se para este mosteiro em 21 de Março de 1089.
  • torres
  • fachada oriental - No passado, os abades costumavam receber os convidados a partir do varandim acima do portão. De ambos os lados do varandim encontram-se estátuas dos dois santos padroeiros da igreja.
  • parque
  • entrada principal - Orientado a leste, foi construído em 1718 e é flanqueado por estátuas de São Leopoldo de um lado e São Columbano do outro.
  • bastiões - Enquanto o bastião sul desempenha um papel importante para a defesa, o bastião norte foi construído para dar simetria.
  • pátio do Prelado - Tem a forma de um trapézio, com comprimento de 84 m e 42 m de largura. A fonte situada no centro do átrio foi comprada à abadia de Waldhausen no século XIX.
  • aposentos imperiais - Localizado no primeiro andar, o corredor imperial de 196 m estende-se por todo o comprimento da frente sul do edifício. Os antigos aposentos imperiais abrem para este corredor.
  • salão de mármore - Ligado aos aposentos imperiais, o salão serve de sala de cerimonial e de jantar. Foi desenhado para a corte imperial e seus convidados.
  • galeria - Está localizado à frente da fachada ocidental e encontra-se ligado à biblioteca pelo salão de Mármore. Proporciona uma vista fantástica sobre o Danúbio.
  • salão beneditino - Salão com dois andares de altura, localizado debaixo do arco do portão. Os seus frescos mostram São Benedito, o fundador da ordem Beneditina.

A abadia beneditina de Melk está localizada na Áustria. Nos seus quase 1.000 anos de história abundam interessantes e importantes eventos.

Leopoldo II, Arquiduque da Áustria, fundou a abadia num monte sobranceiro ao Danúbio por altura da Questão das Investiduras. Leopoldo II chamou os monges beneditinos da abadia de Lambach, que tinham tomado ali residência em 1089. Em 1122, a Concordata de Worms colocou a abadia sob supervisão papal direta. A abadia foi quase totalmente destruída pelo fogo em 1297, juntamente com os valiosos manuscritos da biblioteca. O século XIV trouxe também muitas privações à abadia.

No entanto, em 1362 o príncipe Rudolfo IV doou um magnifico relicário para a relíquia mais preciosa da abadia (um pedaço da cruz de Jesus). O presente foi uma cruz em ouro de filigrana com 60 cm de altura, decorada com pedras preciosas. (Cruz de Melk).

O Concílio de Constança, que reuniu no início do século XV, decidiu reformar a ordem Beneditina. A abadia de Melk tornou-se no modelo para as reformas monásticas seguintes, assim como um centro cultural.

O século XVI trouxe outra vez um período de declínio, devido à Reforma e à ameaça Otomana. No entanto, no início do século XVII, a abadia de Melk foi recuperada, principalmente devido à actividade de alguns abades notáveis. Formou-se uma comunidade monástica vibrante, que com o tempo se tornou um centro regional da Contra-Reforma.

Foi durante a reconstrução barroca que a abadia recebeu a sua forma final, reconhecida por todo o mundo. A abadia continuou a florescer no século XVIII, quando também se evidenciou nos estudos da ciência e música.

Entrada principal

  • fachada oriental
  • cópia da cruz Melk - A cruz original mede 60 cm de altura e é feita de ouro e prata. A sua parte traseira está decorada com pérolas e pedras preciosas.
  • átrio interior
  • portão principal
  • bastiões
  • estátuas

Pátio do Prelado

  • aposentos dos monges
  • edifício da ingreja
  • cúpula - Tem uma altura de 64 m.
  • pátio do Prelado

Edifício da igreja

  • biblioteca
  • torres - Após o fogo de 1738, foram restauradas em estilo rococó. O frontão triangular entre as duas torres retrata a ascensão de Cristo flanqueado por dois anjos.
  • fachada ocidental - Apresenta as estátuas de São Pedro e São Paulo, os dois santos padroeiros da abadia. Acima da entrada encontram-se estátuas de São Miguel e de um anjo da guarda.
  • salão de mármore

A abadia de Melk é um dos edifícios barrocos mais bonitos da Áustria. O novo edifício da igreja foi construído em 1736, como parte das renovações realizadas no século XVIII. No entanto, dois anos mais tarde, ambas as torres foram destruídas pelo fogo. A restauração das torres incorporou elementos arquitectónicos do rococó. O edifício da igreja foi consagrado em 1764. Os seus santos padroeiros são São Pedro e São Paulo.

O edifício da igreja é uma enorme construção com um salão em cúpula que contém nichos e galerias. A sua cúpula tem 64 m de altura. A entrada principal do edifício está localizada no lado ocidental. Enquanto a fachada apresenta as estátuas de Pedro e Paulo, os dois santos padroeiros, na entrada encontram-se as estátuas de São Miguel e um anjo da guarda. O frontão entre as duas torres retrata a ascensão de Jesus flanqueado por dois anjos. Com um peso de 7.840 kg, o maior sino da igreja e de toda a Baixa Áustria é chamado de sino de Pedro e Paulo, ou Vespertino. Toca todas as sextas-feiras às 3 h da tarde, a hora a que Jesus morreu.

Animação

  • biblioteca - Possui cerca de 100.000 livros e 1.888 manuscritos, alguns dos quais datam do século IX.
  • aposentos dos monges - Os monges beneditinos da abadia de Lambach mudaram-se para este mosteiro em 21 de Março de 1089.
  • aposentos imperiais - Localizado no primeiro andar, o corredor imperial de 196 m estende-se por todo o comprimento da frente sul do edifício. Os antigos aposentos imperiais abrem para este corredor.
  • salão de mármore - Ligado aos aposentos imperiais, o salão serve de sala de cerimonial e de jantar. Foi desenhado para a corte imperial e seus convidados.
  • galeria - Está localizado à frente da fachada ocidental e encontra-se ligado à biblioteca pelo salão de Mármore. Proporciona uma vista fantástica sobre o Danúbio.
  • 320 m
  • 64 m
  • fachada oriental
  • cópia da cruz Melk - A cruz original mede 60 cm de altura e é feita de ouro e prata. A sua parte traseira está decorada com pérolas e pedras preciosas.

Narração

A abadia de Melk é uma abadia beneditina sobranceira à cidade de Melk na Baixa Áustria, numa montanha junto ao Danúbio. Foi fundada como mosteiro por Leopoldo II, Arquiduque da Áustria, que chamou os monges beneditinos da abadia de Lambach. Estes mudaram-se em 1089. Por conseguinte, a história do mosteiro tem mais de 1000 anos.

O eixo maior desta enorme estrutura mede 320 m de comprimento.

A entrada principal está localizada no lado oriental do complexo, conduzindo a um pequeno átrio na parte frontal da fachada oriental. O pátio do Prelado está rodeado por uma ala meridional de 240 m de comprimento.

Os aposentos imperiais e o salão de mármore estão localizados nesta ala do complexo de edifícios. O salão está ligado à biblioteca por uma galeria, localizada na parte frontal da fachada ocidental e proporcionando uma vista magnífica sobre o Danúbio. A biblioteca é muito conhecida e alberga numerosos livros e velhos manuscritos.

O mosteiro e outras salas estão localizados na zona norte da abadia.

A abadia de Melk é um dos edifícios barrocos mais bonitos da Áustria. O edifício da igreja é uma enorme construção com um salão em cúpula que contém nichos e galerias. A sua cúpula tem 64 m de altura e foi consagrada em 1746. Os seus santos padroeiros são São Pedro e São Paulo.

Em 2000, a abadia de Melk tomou o seu devido lugar entre os lugares considerados património da humanidade pela UNESCO. É importante referir que em 2008 a abadia foi escolhida como o Melhor Destino Histórico pela National Geographic Traveller Magazine.

Extras relacionados

Abadia beneditina (Tihany, Hungria)

Esta abadia beneditina foi fundada em 1055 pelo rei húngaro André I.

Abadia de Sankt Gallen

Este complexo arquitetônico foi durante séculos uma das abadias beneditinas mais importantes.

Casal imperial Habsburgo (século XIX.)

O imperador Francisco José I. da Áustria e a linda Isabel casaram em 1854 em Viena mas o casamento deles, infelizmente, não foi feliz.

Catedral de Alexandre Nevsky (Sófia, século XX)

Construída em estilo neo-bizantino, esta catedral ortodoxa é um dos símbolos da capital búlgara.

Igreja beneditina de estilo românico (Ják, Hungria)

Esta igreja românica beneditina, com um pórtico impressionante, foi construída no século XIII, na Hungria.

Igreja de São João em Kaneo

A igreja ortodoxa, situada num penhasco pitoresco, foi nomeada após João, o Apóstolo.

Mapa administrativo da Áustria

Esta animação mostra a divisão administrativa da Áustria.

Mosteiro paulino (Jakab-hegy, Hungria)

Este mosteiro paulino foi fundado por monges eremitas húngaros em 1225.

Palácio rococó (Fertőd, Hungria)

O complexo do palácio e parque é o maior monumento rococó da Hungria, apelidado frequentemente de "Versailles Húngaro".

Hierarquia da Igreja Cristã medieval (século XI)

Esta animação mostra a estrutura hierárquica da Igreja Cristã medieval.

Added to your cart.